Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

A Minha Primeira Vez - Repost.

  

Algures nos primórdios deste blog, escrevi o post abaixo em que relatava a minha primeira vez. Ora leiam lá!

 

Já tinha experimentado e não tinha gostado.

Pelo menos não assim, puro, duro, sem enfeites ou disfarces.

Tenho de confessar que não faz muito o meu género.

Gosto mais de outro tipo de... "iguarias".

Mais elaboradas, mais exigentes, mais enfeitadas.

A sua origem animal sempre me causou confusão.

Outra coisa que sempre me fez impressão, foi a sua textura.

E sabor.

Aquela coisa mole e macia, com ar inofensivo.

Agrada à grande maioria das pessoas e até dizem que faz muito bem à saúde.

Hoje olhei para ela. E ela olhou para mim.

Desejei-a, cobiçei-a.

Aquela cor rubi no cimo.

O seu brilho guloso a pedir para a lamber.

Fui egoista: agarrei nela com as duas mãos e possui-a.

Coloquei-a na boca, saboreei-a...

Senti todo o seu sabor e textura.

Engoli tudo.

Adorei...

E quero mais!

 

 

 

E foi assim a minha primeira vez em que experimentei gelatina vegetal! So what? Pensaram que era o quê?!? Hummm...

 

Quando O Cão Quer, A Dona...

Este é um dos dias em que estou completamente descrossoada. Estou mal da minha alergia por causa do pó das obras do colégio e dos livros afogados. Desde que cheguei a casa que não faço mais nada do que espirrar e, de tal maneira, que até me estava a custar respirar. Tive de enfiar um Singulair acompanhado de um Kestine goela abaixo. Aproveito pra dizer que não me reponsabilizo pelas tonteiras deste post... efeito dos comprimidos :PPP

 

Depois de jantar, fui obrigada (cof! cof!) pelo meu descrossoamento a comer um geladinho tipo magnum de amêndoas mas da concorrência. Enquanto lambia o meu gelado, aproveitei para me sentar ao Pc e ver os mails e os vossos posts. E é nesta altura que aparece ao pé de mim o meu "assistente", digamos assim...

Abanou o rabo, meteu a língua de fora a rir-se, mandou um dos seus suspiros "comunicativos" e meteu as patas dianteiras em cima das minhas pernas.

 

Começou a olhar para mim e para o gelado. Dava umas cheiradelas tipo a confirmar "é este é... gosto mesmo deste gelado". Eu fui lambendo o gelado enquanto ele seguia o trajecto da iguaria pra trás e para frente, hipnotizado. Às tantas dá mais um suspiro comunicativo como quem diz "hei, quando é a minha vez?". O sr. Bobí estava tão águado que até me caiam pingas da língua na perna...

 

Às tantas, o desespero foi tanto que ele esticou a língua e deu uma lambidela ao gelado! Seu guloso de um figa! Vocês não estão bem a ver mas ele em cima das minhas pernas fica com a cabeça ao nível da minha... {#emotions_dlg.sidemouth}

Com muita pena minha mas para grande alegria do sr. Bóbi, lá tive de lhe dar o resto do meu gelado (que foi METADE) pois já não ia comer o gelado lambido pelo guloso de uma figa. Ok, o menino não come qualquer coisa, todos os dias come um dentastix mas... é cão, né?

 

Haviam de ter visto o jeitinho com que o bicho comeu o gelado: lambeu a maior parte mas nas pontinhas mordiscava com os dentinhos (dentuças) da frente e como ainda tinha ficado um cadinho de chocolate no pau, ele esticou as beiçolas para trás e com todo o cuidado e minúcia, trincou de fininho o chocolate com os dentinhos da frente até ficar tudo limpinho!

 

Vá, agora digam lá que eu faço as vontades todas ao cão... É verdade. Ao meu Bobicas e ao meu Pimentufo... hihihihi!

 

P.S. Esta foto foi retirada da net, embora o Bóbi seja muito parecido com este cãozinho.

 

A Minha Primeira Vez.

Já tinha experimentado e não tinha gostado.

Pelo menos não assim, puro, duro, sem enfeites ou disfarces.

Tenho de confessar que não faz muito o meu género.

Gosto mais de outro tipo de... "iguarias".

Mais elaboradas, mais exigentes, mais enfeitadas.

A sua origem animal sempre me causou confusão.

Outra coisa que sempre me fez impressão, foi a sua textura.

E sabor.

Aquela coisa mole e macia, com ar inofensivo.

Agrada à grande maioria das pessoas e até dizem que faz muito bem à saúde.

Hoje olhei para ela. E ela olhou para mim.

Desejei-a, cobiçei-a.

Aquela cor rubi no cimo.

O seu brilho guloso a pedir para a lamber.

Fui egoista: agarrei nela com as duas mãos e possui-a.

Coloquei-a na boca, saboreei-a...

Senti todo o seu sabor e textura.

Engoli tudo.

Adorei...

E quero mais!

 

 

 

E foi assim a minha primeira vez em que experimentei gelatina vegetal! So what? Pensaram que era o quê?!? Hummm...